Internacionalização de empresas: 6 passos para tornar isso possível

internacionalização-de-empresas
7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Todo negócio, independentemente de seu porte e área de atuação, tem o objetivo de crescer e se destacar no mercado. É por esse motivo que a internacionalização de empresas é tão importante para o processo de solidificação de uma marca.

A premissa é simples, mas a prática exige planejamento e estratégia para ser bem-sucedida. Afinal, superar barreiras físicas e começar a exportar e importar são ações que não podem ser feitas da noite para o dia.

E você, tem dúvidas sobre como internacionalizar seu negócio? Preparamos um guia completo para esclarecer tudo. Descubra os benefícios da importação e exportação e conheça 6 passos essenciais para ganhar o mercado!

Por que importar e exportar?

Você sabia que, em 2018, as exportações cresceram 11,5% e as importações 28,7%? Essas estatísticas demonstram que, mesmo com a guerra comercial e problemas na economia, o país segue firme no mercado internacional.

Diante de números tão encorajadores, surge a pergunta: afinal, por que importar e exportar? Existem várias razões para investir em novos mercados e você precisa conhecê-las. Confira!

Aumentar o número de clientes e negócios

Sem dúvidas, um dos motivos mais importantes para atuar no comércio exterior é o aumento do número de clientes e, consequentemente, de negócios. Em um processo de crescimento empresarial, isso pode ser decisivo para os bons resultados.

Elevar o alcance da marca

Proporcionar que sua marca se torne sólida e conhecida em todo mundo é outro fundamento interessante para importar e exportar. Afinal, quanto maior o número de consumidores, mais valiosa e promissora se torna a empresa.

Acesso a novas tecnologias

Outra questão que merece ser citada é o acesso a novas tecnologias. Fora do país, é possível encontrar um know-how e maquinários de ponta, o que favorece a produção e o aperfeiçoamento do produto e dos processos.

Redução de custos

A redução de custos é mais um motivo para atuar nesse mercado. Em geral, é possível buscar novos métodos, recursos e parcerias que geram economia e favorecem ainda mais o crescimento do negócio.

A internacionalização da empresa é possível?

Como vimos, a internacionalização é uma opção interessante para as empresas que desejam ampliar o raio de atuação e aumentar seu faturamento. Mas será que é possível e viável para qualquer empreendimento?

Em primeiro lugar, precisamos destacar que as exportações são liberadas para todos os portes de empresa, de forma ilimitada em valores, ou seja, se o seu objetivo é enviar produtos para fora do país, não há qualquer impedimento.

Na importação existem limites estabelecidos pela Receita Federal para negociações internacionais que atualmente variam de USD 50.000,00 semestrais até o limite ilimitado, estes devem ser observados pela empresa que deve analisar qual o mais adequado para o seu perfil de negociações no momento.

No entanto, com o intuito de evitar problemas cambiais entre outros, existe um cuidado por parte da Receita Federal. Com isso, todas as empresas que pretendem se internacionalizar devem passar por um cadastro, conhecido como RADAR.

O que fazer para internacionalizar a empresa?

Depois de todas as informações apresentadas, finalmente, podemos falar sobre os passos para internacionalizar uma empresa com eficiência, segurança e legalidade.

Os 6 passos a seguir ajudarão a preparar seu negócio para cumprir os requisitos e começar a importar e exportar sem grandes problemas.

1. Defina sua estratégia de internacionalização

A internacionalização não é uma estratégia que pode ser colocada em prática sem qualquer planejamento e estudo. É essencial conhecer os riscos e oportunidades e estar seguro sobre as próximas etapas.

Para isso, podemos dividir esse primeiro passo em três fases:

  • definir prioridades — escolha dos itens que serão importados/exportados;
  • selecionar mercados — seleção dos mercados mais vantajosos para o negócio;
  • precificar o produto — definição do preço final do produto, que deve considerar custos fixos e variáveis, tributos e particularidades do mercado em que será comercializado.

2. Confira a documentação da empresa

O próximo passo para internacionalizar sua empresa é observar a documentação. É preciso atenção redobrada nessa etapa, pois dados desatualizados e incorretos podem causar o indeferimento do RADAR.

Nesse quesito, a S&S Comex presta todo o suporte aos seus clientes, verificando a documentação e o contrato social e orientando quanto às modificações necessárias.

Uma empresa com um CNAE, para atuar no ramo de brinquedos, por exemplo, não pode importar alimentos, pois a Receita Federal trabalha com cruzamento de dados. Da mesma maneira, é preciso garantir que todas as informações estejam atualizadas, por exemplo, endereço e sócios.

3. Avalie a capacidade financeira

A capacidade financeira de seu negócio deve ser considerada. Isso porque, no caso de importações, a Receita avalia esse dado, dentre outros, para definir os limites de RADAR.

Uma empresa que tem um contrato social de R$ 10 mil, por exemplo, pode precisar adequar-se ou provar a sua movimentação. O mesmo acontece com uma organização que apresenta um contrato social 1 milhão de dólares.

Portanto, esse é um cuidado que deve iniciar com a elaboração do documento. Utilize apenas informações verdadeiras, que possam ser comprovadas e sejam compatíveis com a realidade de seu empreendimento.

4. Providencie o RADAR

O terceiro passo é providenciar o RADAR. Lembrando que também prestamos todo o auxílio nessa fase. Depois de realizarmos as análises financeira e documental, damos entrada no pedido do RADAR junto à Receita Federal.

Como já foi realizada uma avaliação prévia dos requisitos, a chance de enfrentar algum problema é bem menor.

5. Fique atento às negociações

Com o RADAR pronto, podemos finalmente passar para as operações de compra e venda de mercadorias no exterior. Nessa etapa, auxiliamos nossos clientes no contato com os fornecedores escolhidos por ele, negociação e elaboração do contrato.

Obviamente, não tratamos de valores e quantidades. Prestamos assessoria no que se refere aos termos essenciais para que o negócio seja proveitoso e seguro.

Logo após, ajudamos o cliente com a contratação de fretes internacionais, seguros e com a liberação da mercadoria no Brasil até a entrega em sua empresa.

6. Prepare o seu produto para o mercado internacional

Se a sua intenção é exportar, é preciso observar se o produto atende às normas e à legislação internacional. Só assim você conseguirá as certificações necessárias para concluir a operação.

Diversos detalhes devem ser checados, como a tradução do site da empresa e de materiais promocionais, a revisão de patentes e marcas registradas e, claro, se o caso a realização de testes de qualidade, de acordo com as regras do país de destino.

A internacionalização de empresas é um processo essencial para quem almeja crescer e expandir o alcance de sua marca. No entanto, conforme visto, é fundamental que seja executada de maneira planejada e com o suporte adequado, já que há muitas regras, leis e requisitos a serem cumpridos.

Se você precisa de auxílio para internacionalizar sua empresa, podemos ajudá-lo. Entre em contato agora mesmo com a S&S Comex e converse com um de nossos especialistas!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-