Confira os 4 passos para a importação de maquiagem e cosméticos!

importacao-de-maquiagem-e-cosmeticos
4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Com preços mais atrativos e uma variedade de produtos, a importação de maquiagem e cosméticos para o Brasil tem se tornado um excelente negócio para muita gente e muitas empresas. No entanto, ao mesmo tempo que este mercado pode ser uma verdadeira mina de ouro, é preciso ter cuidado e conhecimento sobre os procedimentos legais para entrar com esses produtos no país. 

Afinal, ninguém quer correr riscos de multas, taxas ou até mesmo de não conseguir retirar as mercadorias da alfândega, pelo simples fato de não ter seguido os processos devidos.

Pensando nisso, preparamos este post com algumas dicas e conselhos básicos sobre importação de maquiagem no Brasil e o que você precisa fazer para faturar ainda mais neste mercado. Vamos começar? 

1. Conheça os procedimentos e a legislação vigente 

Toda importação de maquiagem precisa de uma avaliação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que autoriza ou não a entrada de um produto no Brasil. O órgão atua de acordo com uma lista de substâncias que podem trazer riscos às pessoas.

Sabendo disso, é importante se informar sobre os regimes de importação vigentes no país, assim como as taxas e impostos incidentes sobre as operações e também se formalizar como empresa. Como falamos, tentar outros caminhos ou burlar as leis pode originar multas altas e até a apreensão da mercadoria. 

2. Busque um fornecedor com boas referências

O que não faltam são lojas e fabricantes estrangeiros de maquiagem e cosméticos pela internet e isso se torna um fator importante de atenção. Busque referências de confiança sobre o fornecedor, cheque as avaliações de outros compradores, pesquise sobre a qualidade dos produtos oferecidos e também sobre a reputação da empresa no mercado internacional.  

Não se baseie apenas em preços baixos e anúncios chamativos. Busque uma parceria consolidada e confiável! 

3. Calcule o frete e inclua no preço 

Para quem está começando nesse ramo de importação de maquiagem e cosméticos, é preciso ficar atento a todos os custos embutidos no valor. Afinal, é muito comum que os fornecedores anunciem os preços dos produtos e destaquem, de forma separada, os valores de frete e outras taxas.  

É fundamental prestar atenção nisso e nunca precificar a venda da mercadoria no Brasil sem antes ter total conhecimento de quanto você deve pagar para importá-la.  

4. Conte com um despachante aduaneiro 

Se a ideia é pensar grande e embarcar nesse mercado de vez, o investimento inicial pode ser um pouco mais alto. Isso acontece especialmente por conta de compras em quantidades consideráveis, até mesmo para compensar os valores.

Nesse caso, é recomendado buscar uma assessoria especializada em comércio exterior para orientar e acompanhar o processo de importação e de entrada no país, assim evitando surpresas ou dores de cabeça indesejadas. 

Em resumo, são essas as dicas básicas para quem pretende embarcar ou expandir seus negócios no ramo da importação de maquiagem e cosméticos no Brasil. Sem dúvidas, se trata de um mercado altamente rentável e com uma competitividade imensa de fornecedores lá fora, o que pode render excelentes resultados aqui. No entanto, reforçamos a ideia de buscar mais conhecimento sobre as regras e leis de importação, assim como contar com uma assessoria especialista no assunto. 

Gostou? Se quiser mais dicas para começar a importar e exportar produtos no Brasil, confira também nosso próximo post sobre a terceirização de serviços de comércio exterior. Boa leitura e bons negócios! 

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-