3 dicas fundamentais para analisar a viabilidade de importação!

viabilidade de importação
4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Muitos empreendedores têm interesse em ingressar no comércio internacional, porém vários fatores influenciam na decisão de importar. Existem inúmeras vantagens, como melhor preço, lista extensa de itens, expansão do mercado, equipamentos, ferramentas, matéria prima, etc. Por outro lado, também há algumas desvantagens, como impostos elevados e muita burocracia, sendo necessário avaliar a viabilidade de importação.

Para ajudar você a tomar uma boa decisão, preparamos este artigo que explica a importância de analisar a viabilidade de importação, além das 3 principais dicas para fazer essa análise da forma mais adequada. Confira!

Por que é importante avaliar a viabilidade de importação?

É necessário providenciar diversos documentos, tanto para importar, como para exportar. Alguns são necessários na fase da negociação e outros no momento da venda e da entrega. É a partir deles que você vai elaborar o planejamento e organizar os processos.

Por isso, é essencial ter a disposição de estudar, conhecer e elaborar esses papéis, já que eles são de sua responsabilidade. O bom é que você pode contratar profissionais para ajudar com essa parte burocrática. Veja quais são alguns desses documentos:

  • fatura proforma ou proforma invoice: dá início à negociação. O exportador emite o documento ao importador para que ele providencie a Licença de Importação e o pagamento antecipado se necessário;
  • fatura comercial: emitido pelo exportador e equivale à nota fiscal em âmbito externo, sendo fundamental para fazer o desembaraço aduaneiro;
  • romaneio de carga ou packing list: também emitido pelo exportador, traz uma lista de dados detalhados sobre os volumes embarcados e seus conteúdos, também fundamental;
  • conhecimento de embarque: emitido pela empresa transportadora que atesta o recebimento, a posse, a obrigação de entrega e as condições de transporte internacional;
  • contrato de câmbio: formalizado com uma instituição financeira que realiza a transação entre a companhia importadora que está comprando a moeda estrangeira para remetê-la a companhia exportadora que está vendendo a mercadoria.

Como analisar a viabilidade de importação?

Agora, confira 3 dicas que vão ajudar a analisar se a importação vai valer a pena para você.

1. Confira se a entrada do produto é permitida no Brasil

Você precisa conhecer bem as características da mercadoria a ser importada, incluindo os seus componentes, pois é possível que alguns deles tenha entrada proibida no território nacional. Para isso é essencial ter conhecimento da legislação da importação, o que inclui leis, portarias e resoluções dos órgãos competentes, para saber quais são as substâncias e os produtos com entrada vedada.

Sabe por que isso é tão importante? Deixar de observar alguma regra pode resultar em sanções administrativas, civis e até mesmo criminais. Lembrando que você não poderá argumentar desconhecimento da lei para evitar a punição.

2. Verifique se sua empresa consegue arcar com os valores do processo

Qualquer mercadoria importada somente será liberada pela alfândega quando você regularizar toda a documentação. Enquanto as taxas e impostos e despesas não forem pagas, os produtos ficarão armazenados e não poderão ser retirados. Por isso é importante calcular com antecedência quais serão os custos do processo, incluindo a variação cambial.

3. Pesquise sobre a legislação tributária e fiscal pertinente àquela mercadoria

A legislação sobre o tema é ampla e complexa, sendo necessário que você entenda quais tributos incidirão sobre a operação e quais regras deverá seguir. Na maioria das vezes, os principais impostos a serem recolhidos são o Imposto de Importação (II) e o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Mas outros impostos, taxas e contribuições são cobrados, dependendo de cada caso.

Com essas informações, você saberá exatamente o valor que será recolhido a títulos de tributos, permitindo determinar se a operação de importação valerá a pena ou não.

Conforme você pode perceber, há várias disposições, regras, documentos e cálculos envolvidos no processo, o que pode ser bastante complicado para quem não tem conhecimento técnico. Por isso é importante levar em conta a possibilidade de aceitar a ajuda de uma assessoria especializada, a fim de analisar a viabilidade de importação.

Gostou das informações deste artigo? Então, veja nosso blog, siga a gente nas redes sociais! Estamos no Facebook e no Linkedin!

importação e exportaçãoPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-